Dicas para controlar o fluxo de caixa da sua empresa

Por Criar.io

08/12/2019     Tempo de leitura: 2.7 min

Dicas para controlar o fluxo de caixa da sua empresa

O início de um empreendimento nem sempre exige que você tenha um controle minucioso sobre o fluxo de caixa. Porém, à medida que o negócio vai crescendo, é essencial que você saiba muito bem o que entra, o que sai, o que é custo e o que é lucro. Com um planejamento e controle de caixa, você aumenta suas chances de sucesso e reduz os riscos de passar por uma crise financeira com a sua empresa. Hoje, vamos te dar algumas dicas para controlar o fluxo de caixa e não se perder entre tantos números.

Como controlar o fluxo de caixa da minha empresa?

1 - Tenha um sistema de controle

A primeira coisa a fazer é ter um sistema pelo qual você consegue controlar a entrada e saída de valores. Seja um software dedicado, ou uma simples planilha de Excel, é de extrema importância que você faça esse controle. Hoje em dia existem também apps para smartphone com essa finalidade, e você pode optar por utilizá-los conforme sua necessidade e o tipo de seu negócio.

Coloque informações sobre vendas, demandas, compras, custos, gastos e deixe um lugar para o cálculo do lucro. Atualize esse sistema todos os dias, a todo momento em que entrar e sair informação. A partir disso, você já será capaz de visualizar as informações muito mais facilmente e terá o controle sobre o fluxo de caixa.

2 – Separe dinheiro da empresa e o seu lucro pessoal

Um dos grandes erros da maioria dos empreendedores é pensar que o lucro da empresa é o lucro do empreendedor. Isso está errado. Dinheiro da empresa é uma coisa e dinheiro do empreendedor é outra. Separando os valores você conseguirá poupar uma reserva para investir em sua empresa e fazer com que ela cresça. Mesmo que no início sobre tão pouco que não seja possível nem comprar uma nova cadeira para o escritório. Aos poucos, esse montante vai crescendo e, em poucos meses, você notará a diferença. Ao mesmo tempo, isso impede que você passe por problemas financeiros em casos de imprevistos, onde você precisaria tirar dinheiro “do seu bolso” para cobrir um buraco na empresa.

3 – Fique de olho nos gastos

Controlar o fluxo de caixa também significa controlar os gastos da empresa. Será que aquele novo computador top de linha é mesmo necessário? Ou será que é um luxo e que eu posso economizar comprando um mediano que vai me atender da mesma forma? Certifique-se de não ter gastos exagerados e desnecessários, pois eles podem arruinar todo o seu fluxo de caixa em pouco tempo.

4 – Faça backup

É comum que você precise restaurar seu sistema de fluxo de caixa a um momento anterior, seja por falha no sistema ou por precisar pegar uma informação que já foi apagada. Mantenha sempre o backup do seu sistema. Se for uma planilha, você pode fazer o backup em um armazenamento em nuvem, que é mais seguro do que os meios físicos. Existem diversos provedores gratuitos como o Google Drive e o OneDrive. É importante ter um backup em casos de perda de dados, onde uma falha em seu computador pode apagar todas as informações acumuladas ao longo do mês. Com o backup, você consegue manter o controle de fluxo de caixa mesmo que um imprevisto aconteça.

search
Criar e imprimir cartão de visita e flyer

Outros artigos que podem ser do seu interesse